segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Rio de Onor - Bragança

Tal como Montesinho, outra aldeia típica transmontana por nós visitada, Rio de Onor é uma aldeia preservada do concelho de Bragança e igualmente inserida no Parque Natural de Montesinho.


Esta aldeia tem a particularidade de ser dividida ao meio pela fronteira espanhola, sendo de um lado Rio de Onor e do outro Rihonor de Castilla, havendo apenas outra na mesma situação em Marco, uma aldeia alentejana, pertencente ao concelho de Arronches.



As casas de ambos os lados da fronteira, encontram-se na sua maior parte recuperadas, construídas essencialmente de xisto, com alpendres, normalmente de dois andares, destinando-se o 1º para habitação e o rés-do-chão como currais e armazenamento de alfaias agrícolas.

Nesta aldeia comunitária, portugueses e espanhóis vivem em harmonia, partilhando fornos, terrenos agrícolas, rebanhos e pastos. Aqui não existem fronteiras, havendo apenas o “povo de cima” e o “povo debaixo”, usando um dialeto próprio à semelhança do mirandês, o rionorês nascido da mistura do castelhano com o português que ainda hoje é falado.

É muito gratificante, percorrer as ruas da localidade, conversar com os habitantes, descobrir a Ponte Romana, o Lavadouro e a Igreja Matriz, a do lado português e a do lado espanhol.

E foi assim que efetuamos a transição de Portugal para Espanha, em direção a Puebla de Sanabria, que dista dali em 25Km, onde iriamos permanecer os próximos dias, visitando a cidade e enorme Lago de Sanabria.


Mapa do Percurso