quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Parque Nacional Peneda/Gerês - Lugar de Parada - PR1 - Moinhos da Parada

Nenuco e Pastelita despertaram cedo. Para o dia 6 de Agosto estava planeado o passeio pela freguesia de Lindoso com a execução do “Trilho dos Moinhos de Parada” e a vontade de absorver o máximo de informação possível continuava a ser uma constante…

A placa de início do "Trilho dos Moinhos de Parada" situa-se junto à estrada na localidade de Parada, na freguesia de Lindoso, concelho de Ponte da Barca. Chamo a atenção para a discrepância entre a placa e a descrição do folheto, pois este descreve o percurso no sentido inverso à sinalização, o que pode causar alguma confusão.

Descemos conforme a indicação da placa, seguindo através de um trilho muito fresco, junto ao rio e passando por baixo da ponte da estrada 304-1, observando as pequenas quedas de água Infelizmente não conseguimos ver nenhum dos moinhos que era suposto existirem neste local talvez pelo facto de não estarem sinalizados. De volta à estrada principal visitámos a fantástica piscina natural Poço da Gola, situada junto a um moinho de rodízio (um dos poucos moinhos que conseguimos ver), um espaço único e paradisíaco, o ponto alto deste percurso, é perante estes locais que sentimos que vivemos num país abençoado por Deus.

É altura de começarmos a subir por caminhos empedrados e trilhos de pastores até ao ponto mais alto, a Codeceira, para isso foi necessário transpor um portão e logo de seguida fomo-nos cruzando com algum gado que por ali pastava. A paisagem era lindíssima o que serviu para nos ir animando, pois a sinalização era precária, a descrição do folheto não correspondia ao que ia-mos vendo e andámos à deriva durante algum tempo, sem a ajuda do GPS (que usamos apenas em caso de extrema necessidade) seria mesmo muito complicado voltarmos a encontrar de novo o nosso trilho.

Seguimos agora por um caminho descendente, entre muros de pedra solta que delimitam uma vasta mancha de carvalhos, chegando a um local onde aparece a sinalização para o trilho “Penedo do Encanto” e sob uma latada de videiras chegámos á típica aldeia de Parada, com as suas casas graníticas tradicionais e as suas eiras comunitárias e nesta zona voltou a existir falha na sinalização, pois as nossas marcas baralharam-se com as do trilho Penedo do Encanto e uma vez mais teve que trabalhar o aparelho de GPS. Foi já um pouco tarde que tivemos consciência que estivemos muito próximos do Penedo do Encanto (cerca de 1Km), mas mais uma vez a fraca sinalização nos traiu, ou a falta dela… porque na placa que o indicava não mencionava a distância, efectuá-lo posteriormente também não se justificava pois iríamos repetir grande parte do percurso.

Após a visita à bonita e rústica aldeia de Parada e após a descoberta do nosso trilho, descemos em direcção às escarpas do rio Lima observando a bonita paisagem, passando por um açude onde apenas corria um pequeno fio de água e uma vez mais não conseguimos avistar nenhum dos moinhos que dão nome ao percurso, provavelmente porque estariam escondidos debaixo da densa vegetação e passando um pequeno portão existente nesta zona iniciámos a subida até à estrada que nos levou até à placa de início do percurso.

Ficámos deveras surpreendidos quando no período da tarde solicitámos folhetos de percursos pedestres na Porta de Lindoso e nos pediram 1€ por cada um. Visto ser “um serviço pago” deveriam estes percursos estarem tratados de uma forma mais digna pois em alguns locais a sinalização é muito deficiente, o que no caso dos “Moinhos da Parada” originou que efectuássemos cerca de 2 ou 3 Kms a mais em relação aos 7 kms previstos e carecendo de sinalização informativa adicional no sentido de conseguirmos identificar os locais por onde passámos e a concordância entre o folheto e as placas do percurso também seriam uma mais valia para o bom desempenho do caminhante que efectua estes percursos por pura carolice, apenas com a vontade de ver e descobrir, deixo o conselho às entidades responsáveis que se o intuito é ganhar dinheiro que se certifiquem que a organização está perfeita e poupem dissabores a quem confia no serviço prestado.

No entanto valeu… valeu pelas belíssimas paisagens, pela espectacular aldeia e pela fantástica piscina do Poço da Gola… Mais um bocadinho belíssimo do nosso Portugal.

Folheto em PDF

Mapa do Percurso